Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gare do Oriente, Médio

Dois arquitectos portugueses emigram para o Reino da Arábia Saudita. Um escreve (às vezes também esquiça), outro fotografa.

Gare do Oriente, Médio

Dois arquitectos portugueses emigram para o Reino da Arábia Saudita. Um escreve (às vezes também esquiça), outro fotografa.

Emigrar para sítios onde não se fala a nossa língua é sempre um desafio. Em países do Médio Oriente, o inglês estabeleceu-se como língua de trabalho, pelo que uma pessoa consegue safar-se sem saber falar árabe. No caso dos escoceses, até se safam sem saber falar inglês. Um país com tanta imigração torna-se uma torre de Babel, além do árabe e inglês, também há muito urdu, hindi, tagalo… Ainda assim, seria de esperar que, ao fim de sete anos aqui, já soubesse falar (...)
Algo diferente para hoje. Porque a vida de um “expatriado” é mais do que apenas o trabalho e as paisagens mais ou menos exóticas. Viver longe de casa também é criar outras famílias (e não estou a falar do espírito marinheiro de novas famílias a cada porto).   Na sequência do recente aniversário do nosso Editor chefe, a verdadeira “raison d’être” deste mesmo blog, partilho com vós o nosso excelso Miguel Outeiro. Senhor de um humor do mais fino recorte que tão bem (...)
01 Jul, 2022

Aeroportos

Em garoto, sonhava com a primeira vez em que iria voar, a sensação de me soltar do solo e navegar nas nuvens (num avião, que eu andei na António Arroio, e havia por lá substâncias que parece que provocavam o mesmo efeito, disseram-me). O meu pai já me tinha explicado, depois de estar lá em cima não tem nada de especial, passam um filme e servem má comida. E esperamos. Para despachar a mala, para passar o controlo de segurança, para embarcar, para sair do avião, mais uma escala (...)
23 Jun, 2022

"Strawberry" Lua

Os 52 graus que se fazem sentir ultimamente não convidam a grandes Safaris fotográficos. Mas quando temos uma super lua com sabor de morango, não podemos perder a oportunidade. As fotografias ficaram simpáticas, mas 46 graus às 8 da noite não são fáceis.
Se comprar carro teve os seus desafios, a venda dava um filme indiano. Mas sem pessoas a dançar. O Toyota não se quis deixar ir sem dar luta. Comecei por colocar um anúncio no Olx cá do sítio, o Haraj. Em 5 minutos já tinha mais de 10 interessados, alguns a garantir “eu compro já, apaga o anúncio, já o vou aí buscar, não vendas a mais ninguém”. Em teoria, isto é tudo muito lindo, na prática, vai-se a ver e afinal não é bem assim.  Apesar de ter mencionado no anúncio (...)
O Toyota nunca recuperou totalmente do acidente do Natal 2020, pelo que, aproveitando as promoções do Ramadão, decidi trocar de carro. Nesta terra há um mercado de carros em segunda mão muito diversificado, e de abundante oferta. Mas tendo em conta a forma como esta gente conduz, e a forma como tratam os carros, optei por um novo, com garantia, sem tablier alcatifado nem nódoas de shawarma. Primeira (...)
04 Mar, 2022

Com Fusos

Multinacionais, literalmente. O ambiente de trabalho em qualquer empresa daqui é uma Torre de Babel, sauditas mais egípcios, jordanos, filipinos, sírios, libaneses, sudaneses, britânicos, americanos, espanhóis, mais um vasto etc., como seria de esperar num país em que os projectos são demasiado ambiciosos para os recursos humanos locais. Frequentemente, essa ambição extravasa fronteiras, com a transição digital fica mais económico ter equipas em países onde os salários são (...)
As mudanças recentes de cidade e trabalho não deixaram grandes espaços para sair e fotografar. Mas uma visita recente a Riyadh para ver os amigos deu uma folga para gravar mais algumas memórias.  Ao pensar na evolução de 2016 para hoje é difícil não ficar impressionado pela evolução de todo o país, mas principalmente da capital. E dei por mim a pensar nisso depois de 5 horas na rua de máquina na mão a fotografar sem estar em permanente modo de alerta. É certo que a minha (...)